13.4.17

Série 13 Reasons Why (Os Treze Porquês)

Eis uma série que merece um post: 13 Reasons Why


Há anos vejo comentários e mais comentários sobre o livro que deu origem à série, e que possui o mesmo nome, escrito por Jay Asher.

Contudo, o livro nunca me atraiu. Pois, suicídio é para mim uma temática muito pesada. E um livro que, além de abordar esse assunto, possui uma protagonista de 17 anos que se mata e deixa 13 fitas K7 explicando os porquês parecia algo mais pesado ainda.

Mas ao ver tanto burburinho na internet devido à série recém lançada pelo Netflix, não resisti e me rendi às 13 Razões.

Gente, que série é essa?! 

Uma série muito bem feita, com personagens que nos comovem e com uma trama que nos tira do sério.
A cada episódio, uma fita. A cada fita, o coração fica mais apertado.
A série me deixou angustiada do início ao fim. E o mistério que envolve os protagonistas das fitas, faz com que você fique completamente viciado nos episódios! Você só consegue parar de assistir quando descobre tudo o que aconteceu.


Não vou abordar aqui as razões de Hanna para fazer o que fez, pois cada um lida com o sofrimento de uma forma diferente. O que é banal para alguns, é muito para outros. Não se mede dor e nem a forma como cada um lida com os problemas. E ainda tem o fator genético nisso tudo...

Mas uma parte que me tocou muito foi um episódio em que todos os protagonistas estão com problemas e todos os pais perguntam “meu filho você está bem? Quer conversar? Precisa me contar alguma coisa?” e todos negam. Nenhum aceita se abrir e conversar, ficando fechado em seu mundinho de sofrimento. 

Foi justamente esse episódio que me fez refletir e me lembrar da minha adolescência, onde tudo era muito intenso e por mais que eu tivesse uma mãe amorosa e aberta a conversar, eu não conversava com ela. Eu também ficava em um mundinho meu e dividia as descobertas e sofrimentos apenas com as amigas.

E como é sutil esses momentos… É incrível como passa desapercebido pelos pais quando os filhos estão em sofrimento.
Mas são os pais que são desatentos? Muitas vezes, não. Os filhos é que sabem disfarçar muito bem. Além disso, não querem levar problemas para os pais…


A adolescência é uma fase maravilhosa, que pode se tornar um tormento. Momentos de mudanças, crescimento, novas responsabilidades, relações amorosas, escolha da profissão e o tão temido bullying. A necessidade de ser aceito, de pertencer a um grupo… Alguns tem um preparo melhor para enfrentar tudo isso e uma maior resiliência. No entanto, tem outros que lidam com as emoções de forma diferente e que acabam tomando medidas extremas para "encerrar" com o sofrimento.

Enfim… Eu não posso falar muito sobre a série porque é envolta em uma cortina de mistérios e vários segredos. Então não vou arriscar a falar algo que não posso para vocês. Mas o que eu posso dizer é: assistam a essa série! E tenham o coração forte, porque vão precisar.

13 Reasons Why não é uma simples série adolescente. É uma série que toca a alma, que angustia e que aborda assuntos extremamente delicados que precisam ser falados.

Quem assistiu o que achou?
Grita aí!!

31.1.17

Livros lidos em janeiro

E, então, já chegamos ao último dia do mês! O.O
Como foram as leituras de vocês em janeiro? Leram muitas obras interessantes?

Eu li três livros: Inés da Minha Alma, da Isabel Allende, O Resgate, do Nicholas Sparks e A Caderneta Vermelha, de Antonie Laurain.

O que achei de cada um deles?


* Inés da Minha Alma, da Isabel Allende, narra a história da descoberta do Chile por parte dos espanhóis. O livro é recheado de personagens históricos e muitas batalhas com os índios locais. Além disso, conhecemos Inés Juarez (1507-1580), uma espanhola de personalidade forte, que atuou como enfermeira durante as duras batalhas e que ajudou a fundar diversas cidades do Chile. Dentre elas, Santiago.
Eu gostei da obra, achei muito bem escrita e bacana a parte histórica. Contudo, foi o tipo de livro em que eu pensava "não vejo a hora de terminar a leitura, para ler outra coisa". A narrativa é densa e, por vezes, cansativa. As intermináveis batalhas entre os espanhóis e os índios chilenos me deixaram cansada só de ler... E eu esperava mais profundidade quanto à principal personagem da história, a Inés. Fiquei com sede de mais detalhes sobre ela... Seus sentimentos, pensamentos, emoções... Mas, Allende, não "enfeitou" muito esse livro. Ela tentou deixar a obra o mais realista possível e se baseou em obras históricas, o que - no meu ponto de vista - tornou a parte histórica muito rica, mas os personagens frios e com pouco carisma.
Em suma, é  um livro bem escrito. Mas não sei... Não me conquistou. Gostei infinitamente mais de "A Casa dos Espíritos". Mas, de qualquer forma, amo a autora e ela merece o mérito por esse grande livro!

Avaliação:



Skoob: https://www.skoob.com.br/livro/2196ED2914


* O Resgate, do Nicholas Sparks, foi o tipo de livro que eu estava precisando ler depois de enfrentar um livro denso como Inés, da Minha Alma. Não tem nada de diferente dos demais livros do autor, já que sabemos que ele sempre segue a mesma fórmula. Hehe!
A trama é sobre um bombeiro voluntário que encontra uma moça desacordada em um carro, devido a um acidente que tinha acabado de acontecer. O problema é que, além da moça, também havia no carro um menino de quatro anos. Contudo, o menino havia sumido.
A partir de então, começa uma grande missão de resgate na pequena cidade de Carolina do Norte. - Essa parte inicial me deixou viciada no livro! Eu não via a hora de saber o que tinha acontecido com o menino. Ele estava vivo, morto, ferido, havia sido sequestrado?
Após essa parte inicial, começa a estória propriamente dita, típica dos romances de Sparks, onde temos um mocinho perfeito e sofrido que conquista o coração da mocinha - em uma cidade pequena, claro.
O livro é um romance gostoso, do tipo sessão da tarde. A parte bacana é que o menino do livro foi inspirado no filho do Nicholas Sparks. Ao final da obra, o autor relata que esse foi o livro mais "íntimo" que já escreveu, o mais próximo de sua realidade de vida. O Resgate é o tipo de leitura para passar as horas de forma gostosa, mas sem muita expectava de se ler "um grande livro".

Avaliação:



Skoob: https://www.skoob.com.br/o-resgate-388283ed439495.html


* A Caderneta Vermelha, de Antoine Laurain, foi o meu queridinho do mês! Aiii gente, que livro fofo! A trama é sobre um livreiro - Laurent - que encontra uma bolsa lilás abandonada. Ele, muito curioso, abre a bolsa e encontra vários pertences femininos. Dentre eles, uma caderneta vermelha que revela várias intimidades sobre a dona. Então, Laurent se dá conta que essa bolsa foi roubada e decide devolvê-la à dona. Mas como descobrir quem é a dona da bolsa, se não tem nenhum documento de identificação? Quer saber como ele consegue essa proeza? Então leia o livro!! ;D
A obra é uma doçura só! Se passa em Paris - #suspiros - misturando livrarias, cafés, gatos e personagens peculiares. Não é segredo para ninguém que sou uma brasileira de coração parisiense. Então não é novidade eu dizer para vocês que o livro me conquistou logo nas primeiras páginas.
O romance é leve, bem água com açúcar, clichê, mas entrou para os meus favoritos. É o tipo de livro que você lê em uma tacada só. Enfim, para as nostálgicas de plantão, super indico!

Avaliação:



Skoob: https://www.skoob.com.br/livro/572126ED572826

*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *

Esse tipo de post será frequente por aqui... Já que não tenho mais muita paciência e tempo para ficar postando muitas resenhas.
Mas, no mínimo, esse "resumão" do que eu li no mês estará presente por aqui sempre no último dia do mês. Então, fiquem ligados!! :)

Boa semana pessoal! E boas leituras!!



1.1.17

Desafio Literário 2017 - Participantes

Olá pessoal!

Hoje começa oficialmente o nosso Desafio Literário 2017!!!


Para quem não sabe, o Desafio consiste em você escolher 24 livros da sua estante que preencham os seguintes quesitos: 

- Livro com flores na capa
- Livro que tenha a cara do verão
- Livro com a capa azul
- Livro com casal na capa
- Livro que virou filme
- Livro de um ganhador do Nobel
- Livro nacional
- Livro que você ganhou de presente
- Livro divertido
- Livro de arrepiar os cabelos
- Livro banido
- Livro com comida na capa
- Livro que você acha a capa feia
- Livro de um autor (a) latino (a)
- Livro de um autor (a) europeu (a)
- Um suspense eletrizante
- Livro com seres sobrenaturais/fantásticos
- Um clássico
- Livro que está na estante há mais de um ano
- Livro de um (a) autor (a) que você adora
- Livro com uma capa abstrata
- Livro que faça parte de uma série/saga/trilogia
- Um bestseller
- Livro com no mínimo 500 páginas

O legal é que você se diverte e, ao mesmo tempo, diminui a pilha de livros não lidos de sua estante. :D
Quer participar? Então leia com calma o post sobre o Desafio e se inscreva.

Mas, agora chega de enrolação, e vamos conhecer o loucos participantes do Desafio!!

  1. Pensamento Tangencial - Angélica Roz
  2. A Magia RealElisandra Eccher
  3. Elaine Carriel
  4. Lucilene Lansky
  5. Márcio Peixoto
  6. Tammy
  7. Giselle
  8. Página da Leitura - Lidiane Andrade
  9. Coração de Tinta - Patty Santos
  10. Diários de uma Leitora - Naara Janeri
  11. Carolina Moreira
  12. Reino da Loucura - Gabi
  13. Saleta de Leitura - Irene Moreira
  14. Malu Silva
  15. Rubi
  16. Sonia
  17. Livros, Um Grande Amor - Keila
  18. Tá lendo - Ale e Bru
  19. Leituras da Hélvia - Hélvia
  20. Amanda Almeida
  21. Talita FZ

O Desafio está lançado!! Só os fortes sobreviverão! :p

Feliz Ano Novo pessoal!!!

31.12.16

Retrospectiva Literária 2016!

Finalmente chegou o dia da tão aguardada Retrospectiva Literária!! \o/

Para quem não sabe, a Retrospectiva Literária é uma “postagem” coletiva, promovida pelo blog, que já está em seu sétimo ano!! :D


A Retrospectiva Literária tem por objetivo propiciar que os leitores vorazes façam um balanço dos livros lidos durante o ano e que, através de suas respostas, planejem o ano seguinte. E não é só isso! Através da Retrospectiva Literária você tem a possibilidade de divulgar o seu blog, conhecer outros blogueiros fanáticos por livros e fazer troca de muitas dicas bacanas de leituras!!

Bom, agora chega de explicações e vamos às minhas respostas!!


RETROSPECTIVA LITERÁRIA 2016 

- A aventura que me tirou o fôlego: neste ano eu não li nenhum livro de aventura propriamente dito. Acredito que o mais próximo desse gênero foi “As Crônicas de Gelo e Fogo - Vol. 3 A Tormenta de Espadas”, do George R. R. Martin.

- O terror que me deixou sem dormir: não li nenhum terror.

- O suspense mais eletrizante: não li nenhum suspense muito empolgante que valha a pena ser citado.

- O romance que me fez suspirar: suspirar não é bem o termo, mas gente… que livro maravilhoso!! Tão bem escrito! Tão sensível! Tão tudo!! "Travessuras da Menina Má", do Mario Vargas Llosa.

- A fantasia que me encantou: o clássico “Contos dos Irmãos Grimm”, dos irmãos Grimm, claro. :-p

- A saga que me conquistou: na verdade, me conquistou há anos… "As Crônicas de Gelo e Fogo", de George R. R. Martin.

- O clássico que me marcou: "Jane Eyre", de Charlotte Brontë.

- A biografia que me inspirou: "Minha Vida na França", de Julia Child. Julia Child é muito amor!! (obs.: adicionei esse tópico agora gente)

- O nacional que adorei: não adorei, mas foi o único nacional que li neste ano “A Hora da Estrela”, da Clarice Lispector.

- O livro que me fez refletir: "O Leitor", de Bernhard Schlink. Gente, amei esse livro!!

- O livro que me fez rir: comecei ler "Menina de Vinte", da Sophie Kinsella. Mas, em vez de me fazer rir, achei a leitura enfadonha. Comecei e ainda não consegui concluir o livro… Durante o ano, não li mais nenhum livro do estilo...

- O livro que me fez chorar: "A menina que roubava livros", do Markus Zusak. Quem não chorou, atire a primeira pedra.

- O livro que me decepcionou: "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", de J. K. Rowling, Jack Thorne, John Tiffany. Dinheiro jogado fora. :-( Que raiva desse livro!

- O livro que me surpreendeu: "O Leitor", de Bernhard Schlink.

- O livro que devorei: "O melhor lugar do mundo é aqui", de Francesc Miralles. Eu sempre devoro os livros do autor! Amooo!

- O livro que abandonei: "Post Mortem", da Patricia Cornwell. Tentei, tentei, mas não rolou.

- O livro que comecei, mas não terminei: neste ano foram vários!! O.o "Menina de Vinte", da Sophie Kinsella, "Grandes Esperanças", do Dickens, "Um Preço Muito Alto", de Carl Hart, "O Castelo nos Pirineus", do Jostein Gaarder. Mas pretendo retomar a leitura de todos.

- A capa que amei: "Quem Sabe Um Dia", da queridona Lauren Graham.

- A capa que detestei: O livro "Da Próxima Vez", do autor francês Marc Levy, merecia uma capa melhorzinha, né?


- O thriller psicológico que me arrepiou: não li nenhum livro desse estilo neste ano. :(

- A frase que não saiu da minha cabeça: --------

- O(a) personagem do ano: Ricardo, do livro "Travessuras da Menina Má", de Mario Vargas Llosa.

- O casal perfeito: Lucy e Mickey, do livro "Dançando sobre cacos de vidro", de Ka Hancock.

- O(a) autor(a) revelação: para mim foi o escritor alemão Bernhard Schlink, autor de "O Leitor". Quero ler todos os seus livros!! 

- O(a) autor(a) que mais esteve presente entre as minhas leituras: George R. R. Martin.

- O gênero literário que mais li: romance/drama.

- O gênero literário que preciso ler mais: terror e suspense.

- O melhor livro que li em 2016: neste ano, ficou impossível escolher um livro só. Os melhores livros que li em 2016 foram "O Leitor", "A Tormenta de Espadas" e "Travessuras da Menina Má".


Li em 2016 - do início ao fim - 22 livros. E li vários livros até a metade. Este ano tive uma ressaca literária pesada.

A minha meta literária para 2017 é: ler mais! Pois, foi assustador o quão pouco li em 2016. :-( Além disso, sigo com a mesma meta de sempre: diminuir a pilha de livros não lidos da minha estante.



*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *

E você? O que leu de bom em 2016? Quais foram os melhores livros que você leu??

Aproveite para conferir as respostas dos participantes da Retrospectiva Literária 2016! Bora a aumentar a lista de desejados e conhecer outros viciados em livros!! :D

  1. Da Imaginação à Escrita
  2. SammySacional
  3. Prefácio
  4. Seguindo o Coelho Branco
  5. Attraverso le Pagine
  6. My Dear Library
  7. Sobre Leituras e Observações
  8. Fofocas Literárias
  9. Página da Leitura
  10. Coração de Tinta
  11. Leituras & Fofuras
  12. Mundo de Tinta
  13. Ana Kécia
  14. Sigo Lendo
  15. Um livro e nada mais
  16. Saleta de Leitura
  17. Na minha estante
  18. Para Sempre Leitora
  19. KraheLake
  20. Coruja em Teto de Zinco Quente
  21. Baseado em fatos literários
  22. Livros e Marshmallows
  23. Conjunto da Obra
  24. Escuta Essa
  25. Pensamento Tangencial

Obrigada a todos que participaram de mais uma Retrospectiva Literária!! \o/
Que 2017 seja um ano de leituras maravilhosas para todos!